Superação

Por Caio Dib

As meninas do pré-mirim de handebol do colégio Bandeirantes nunca tinham ganhado um jogo. No InterBand, ganharam as três partidas que disputaram e, depois de uma difícil vitória contra a Escola da Vila, por 9×8, estão na final do campeonato. Confira as fotos e, em breve, o podcast com o técnico d Band, Freddy Liberato:

Hand, volei e futsal agitam o Interband

Por Alessandra Ungria

Untitled-3

Handebol, voleibol e futsal foram os esportes da vez no Interband desta terça-feira (17/08). O placar “show de bola” dos meninos do futebol comprova isto: Pentágono 8 gols contra 2 do oponente Lourenço Castanho. Além deles, as meninas do infantil do Humboldt também mostraram serviço: 2 sets a 0 contra as alunas do Domus Sapientae no vôlei.

Entre os jogos, destaque para o confronto entre as meninas do hand mirim do Rio Branco contra as da Escola da Vila. O placar, que foi de 21×08 para a Escola da Vila, refletiu o talento de algumas jogadoras dentro de campo. Uma delas, que jogava com a camisa 28, já vem há 3 anos para o Interband. Aluna da Vila, Clarisse Suzuki, de 13 anos, elogia: “Já joguei várias vezes no Interband e eu gosto de vir aqui.”

Hand, volei e futsal agitam o Interband

Por Alessandra Ungria

Untitled-3

Handebol, voleibol e futsal foram os esportes da vez no Interband desta terça-feira (17/08). O placar “show de bola” dos meninos do futebol comprova isto: Pentágono 8 gols contra 2 do oponente Lourenço Castanho. Além deles, as meninas do infantil do Humboldt também mostraram serviço: 2 sets a 0 contra as alunas do Domus Sapientae no vôlei.

Entre os jogos, destaque para o confronto entre as meninas do hand mirim do Rio Branco contra as da Escola da Vila. O placar, que foi de 21×08 para a Escola da Vila, refletiu o talento de algumas jogadoras dentro de campo. Uma delas, que jogava com a camisa 28, já vem há 3 anos para o Interband. Aluna da Vila, Clarisse Suzuki, de 13 anos, elogia: “Já joguei várias vezes no Interband e eu gosto de vir aqui.”

Os últimos serão os primeiros

handebol2009_04[1]

Por Ulysses Faria

A partida de handebol infantil feminino entre Escola da Vila e Mazzarello quase não aconteceu. A equipe do Mazzarello chegou faltando 4 minutos para o início da partida. Mesmo assim, o jogo foi disputado: 8 x 5 para o time que chegou atrasado.

Apesar disso, a técnica da Escola da Vila, Tarcila Proto, não acreditava em partida fácil. Do outro lado, Eduardo Félix, do Mazzarello, disse que o ocorrido tirava a concentração das jogadoras.

Mas, apesar do atraso, o Mazzarello atacou a equipe adversária com insistência e contou com uma marcação forte. A partida não foi fácil, pois, com a posse da bola, a Escola da Vila sempre levou perigo à goleira do Mazzarello. Terminada a partida, Eduardo disse: “Percebemos logo o jogo do adversário”, para justificar a vitória.