Humbolt ganha ouro no InterBand

Por Caio Dib

IMG_8347Neste Domingo, o colégio Humbolt venceu o Vértice por 2 sets a 0 no voleibol juvenil feminino. As parciais foram 21×11 e 21×12. Com a vitória, a equipe levou o ouro do InterBand.

No início do primeiro set, o Vértice fez uma série de pontos, muitos por erros dos adversários. Entretanto, as jogadoras do Humbolt começaram a acertar defesas e ataques e mudaram a cara da partida.

Mesmo com um jogo com vários erros de ambos os lados, os técnicos estavam calmos. “Minha equipe não treina regularmente. As meninas estudam todos os dias até as 19h”, explicou Marco Botteon, técnico do Vértice. A jogadora número 11, Natalia Orfali, disse que há treino uma vez por semana, mas que a maioria das jogadoras não pode comparecer. O técnico do Vértice complementou: “antigamente eu era um técnico do estilo ‘Bernardinho’, mas não posso exigir delas se não conseguimos fazer treinamentos”.

Confira algumas fotos do jogo:

Time unido jamais será vencido

Por Ulysses Faria

Basquete[2]Ontem o Bandeirantes venceu o Vértice por 56 a 8. Justificativas de ambos os lados. Do lado dos vencedores, o técnico Paulo Godoi disse: “Eles gostam de jogar juntos, e isso faz ficar mais fácil”. Já do outro lado, o técnico da equipe do Vértice argumentou que sua equipe não jogava junta há 2 meses.

Outro bom motivo para a vitória do Bandeirantes na partida de ontem é o currículo dos atletas. “Muitos já jogam juntos desde as categorias inferiores e outros jogaram basquete em clubes antes de entrar na equipe da escola”, conta Godoi.

Quanto à pressão, o técnico do Bandeirantes disse que tenta evitar o sentido negativo da responsabilidade por bons resultados já que, segundo ele, o time juvenil não só vem jogando bem há 4 anos, como também serve de exemplo para os jogadores das categorias inferiores.

Batalha de titãs é travada em quadra

Por Mariana Pereira e Sophia Torres

Colégio VérticeOntem (24/08), às 19:40h, ocorreu partida de futsal na categoria Infantil masculino entre os colégios Magno e Vértice.

O jogo lembrava uma verdadeira aula de trânsito, entre o amarelo dos cartões, o vermelho do sangue e o verde das chuteiras. No começo, parecia uma partida comum, com um gol do Vértice e marcação acirrada, até que uma batalha épica passou a ser travada em campo.

O pontapé inicial foi uma bolada na cara por parte de um jogador do Magno, seguida por um cartão amarelo para o goleiro do Vértice, que deu um carrinho num adversário. Seguiu-se uma seqüência de jogadas cada vez mais inimagináveis, rendendo quatro cartões amarelos, defesas fantásticas e até lábio cortado.

Um gol feito com classe garantiu a vitória do Magno por 3 a 2. Porém, como colocou o jogador Felipe Tricate, o time tem que continuar com humildade, afinal muitas batalhas ainda precisam ser vencidas. Só resta esperar que não sejam tão violentas quanto a última.

Batalha de titãs é travada em quadra

Por Mariana Pereira e Sophia Torres

Colégio VérticeOntem (24/08), às 19:40h, ocorreu partida de futsal na categoria Infantil masculino entre os colégios Magno e Vértice.

O jogo lembrava uma verdadeira aula de trânsito, entre o amarelo dos cartões, o vermelho do sangue e o verde das chuteiras. No começo, parecia uma partida comum, com um gol do Vértice e marcação acirrada, até que uma batalha épica passou a ser travada em campo.

O pontapé inicial foi uma bolada na cara por parte de um jogador do Magno, seguida por um cartão amarelo para o goleiro do Vértice, que deu um carrinho num adversário. Seguiu-se uma seqüência de jogadas cada vez mais inimagináveis, rendendo quatro cartões amarelos, defesas fantásticas e até lábio cortado.

Um gol feito com classe garantiu a vitória do Magno por 3 a 2. Porém, como colocou o jogador Felipe Tricate, o time tem que continuar com humildade, afinal muitas batalhas ainda precisam ser vencidas. Só resta esperar que não sejam tão violentas quanto a última.