Diário de uma campeã: destaque da equipe de hand escreve para o Blog

Por Elis Jazzar

441Elis Jazzar está no primeiro ano do ensino médio do colégio Bandeirantes e foi o destaque de sua equipe na final de handebol infantil feminino. O Band venceu o Pinheiro por 12×7, em um jogo disputado. As atletas do Band jogaram com garra, principalmente após lerem uma carta que uma ex-atleta (que se formou no colégio) enviou para motivá-las no jogo da final. Confira a carta clicando aqui. E veja o que a destaque da equipe vencedora tem a dizer sobre a partida:

A gente ganhou o campeonato do Lourenço Castanho semestre passado. Depois dessas férias, várias meninas que foram muito importantes pras nossas vitórias saíram do time, desistiram de jogar na equipe. No inicio do ano eram 14 meninas e só sobraram 8.

Mas a nossa vontade de ganhar, e principalmente o InterBand, era maior que tuuuudo. A gente pediu ajuda pra equipe mirim. A Carolina Chung agora está treinando em dobro só pra termos uma ponta esquerda! A gente queria muito dar o tetra pra Camila, nossa técnica (e ganhar é claro).

Essa final foi suuuper equilibrada com dois ótimos times em quadra. Nós chegamos a conclusão de que o vencedor do jogo seria o time que errasse menos! Mas eu acho que duas coisas foram muito importantes pra nossa vitoria: a vontade de ganhar e a nossa recuperação a cada gol que a gente tomava.

Não abaixamos a cabeça em nenhum momento e isso é fundamental em qualquer esporte. Tendo feito gol ou não nesse ultimo jogo, o time todo ganhou e é campeão. Todas nós fizemos parte dessa vitória que a gente nunca vai esquecer!


Premiação animada

Por Lara Soares de Freitas Deus

As meninas do futsal infantil feminino do Bandeirantes ganharam o jogo final contra o Sagrado Coração de Jesus por 2×1. A equipe se destacou até na cerimônia de entrega de medalhas, quando mostrou muito entusiasmo.

Torcida presente

462

Público lota as quadras  dos jogos que estão acontecendo agora. Band enfrenta Maria Imaculada no voleibol infantil masculino. Já as meninas do futsal infantil do Band estão jogando contra o Sagrado. Confira as fotos:

Pinheiro leva bronze no handebol infantil masculino

Por Caio Dib

Caio Yudi está no primeiro ano do ensino médio e joga desde a terceira sérieHoje o colégio Pinheiro venceu o Bandeirantes no handebol infantil masculino. O jogo disputado acabou com o placar de 12×10 e rendeu o terceiro lugar ao Pinheiro.

“O time teve boa performance e ouviu minhas orientações”, disse o auxiliar-técnico da equipe vencedora, Leonardo Andrade. No outro lado, o técnico do Band, Luiz Pereira, reclamou do atraso dos atletas ao comparecerem na partida, o que prejudicou o desenvolvimento do jogo.

Ambos os times receberam penalidades que prejudicaram o desempenho na disputa. Os técnicos afirmaram que os jogadores que receberam os famosos “dois minutos” (quando o atleta comete uma falta e deve ficar dois minutos fora da partida) fizeram com que as respectivas equipes perdessem muitas oportunidades. “As saídas temporárias dos atletas fizeram com que a equipe encontrasse dificuldade para virar a partida”, comentou Pereira.

Na equipe vencedora, o destaque foi o capitão, Caio Yudi. Goleiro de handebol há seis anos e único atleta federado da equipe, Yudi defendeu muitos ataques bandeirantinos. Mas reclamou: “faltou ataque da minha equipe”.

Bandeirantes vence basquete mirim por um ponto

Por Ulysses Faria

O Bandeirantes venceu a equipe do Rainha dos Apóstolos na final do basquete mirim masculino por 21×20 e levou o título.

No primeiro tempo, a equipe do Rainha conseguiu dominar o Bandeirantes, que se encontrava taticamente desorganizado. Já no segundo, apesar do Rainha abusar no número de faltas, o Bandeirantes não aproveitou os lances livres. Em um momento de entrega do Band, o jogo foi levado para a prorrogação.

Na prorrogação houve uma superação completa da equipe do Bandeirantes, que, no último segundo, converteu um lance livre, vencendo a partida e levando o título de campeão.

Após o término, o técnico Paulo Godoi, do Bandeirantes, estava visivelmente emocionado.  Já a técnica Vânia Amaro, do Rainha, admitiu: “Faltou treinar e aproveitar as oportunidades de ataque”. E criticou a arbitragem. ”Pra eles era só lance livre e, pra gente, só periférica. Mas isso não faria diferença se tivéssemos aproveitado as chances”, finalizou.

Adiado

ginásioO jogo do infantil feminino Band x São Luis foi tranferido para amanhã, às 11:20h, porque os alunos do colégio São Luís tiveram um simulado neste sábado de manhã. “Tínhamos uma janela de horário neste domingo. Então alteramos a data do jogo para que o São Luís possa jogar”, disse Paulo Godoi, do Bandeirantes.

Em jogo difícil, Mazzarello vence Rio Branco

Por Maria Carla M.

Ontem o Mazzarello venceu o Rio Branco por 3×2 no futsal infantil masculino. O jogo foi bastante disputado, percebendo o empenho dos jogadores das duas equipes.

Segundo o técnico do Mazzarello, Claudio Feliz, o time jogou com vontade. “Os meninos estavam atentos” disse. Além disso, o treinador também afirmou que achava que tinha condições de ganhar, mas que sabia que o jogo seria disputado pois as duas equipes são boas.

Com equipe reserva, Doze de Outubro vence Barifaldi

Por Maria Carla M.

Ontem, Doze de Outubro venceu Barifaldi  por 11×4 no futsal infantil masculino. A partida teve direito a torcida, músicas e muitos gritos por parte dos alunos do Barifaldi, que mesmo perdendo não deixaram que demonstrar o amor por sua escola.

Segundo o técnico Nicholai Acha do Doze de Outubro, o seu time, que treina junto a um ano e meio,  alcançou um bom resultado em um jogo em que não havia tanta motivação. Isso porque o time já estava classificado e, portanto, jogou com seus reservas.

Já o técnico do Barifaldi, Eduardo, disse que os jogadores progrediram durante o jogo. “Eles estavam jogando bem, deram uma parada e depois voltaram” disse o técnico.

Ontem, Doze de Outubro venceu Barifaldi  por 11×4 no futsal infantil masculino. A partida teve direito a torcida, músicas e muitos gritos por parte dos alunos do Barifaldi, que mesmo perdendo não deixaram que demonstrar o amor por sua escola.

Segundo o técnico Nicholai Acha do Doze de Outubro, o seu time, que treina junto a um ano e meio,  alcançou um bom resultado em um jogo em que não havia tanta motivação. Isso porque o time já estava classificado e, portanto, jogou com seus reservas.

Já o técnico do Barifaldi, Eduardo, disse que os jogadores progrediram durante o jogo. “Eles estavam jogando bem, deram uma parada e depois voltaram” disse o técnico.