Dourado vence e leva bronze no vôlei

4Por Isabella Alchorne

A disputa de 3º lugar, na categoria juvenil masculino de vôlei, teve como vencedor o Colégio Dourado. O time ganhou de 2 sets a 0 contra o Colégio Pinheiro. As parciais foram 21×8 e 21×12.

“Faltaram vários jogadores, o que poderia ter feito o jogo ficar melhor”,  disse o Régis França, pai de Gustavo Henrique França, atleta do Pinheiro. A equipe estava desfalcada e sem atletas reservas. Isto impossibilitou que os atletas em quadra pudessem decansar.  já que havia a possibilidade de revezamento para descansar.

O técnico do Colégio Pinheiro Luiz Alberto dos Santos, por sua vez, complementa dizendo: “a categoria é juvenil, porém jogamos todo o torneio com 3 meninos do mirim (Gustavo, Matheus e Pablo)”.

Diário de uma campeã: destaque da equipe de hand escreve para o Blog

Por Elis Jazzar

441Elis Jazzar está no primeiro ano do ensino médio do colégio Bandeirantes e foi o destaque de sua equipe na final de handebol infantil feminino. O Band venceu o Pinheiro por 12×7, em um jogo disputado. As atletas do Band jogaram com garra, principalmente após lerem uma carta que uma ex-atleta (que se formou no colégio) enviou para motivá-las no jogo da final. Confira a carta clicando aqui. E veja o que a destaque da equipe vencedora tem a dizer sobre a partida:

A gente ganhou o campeonato do Lourenço Castanho semestre passado. Depois dessas férias, várias meninas que foram muito importantes pras nossas vitórias saíram do time, desistiram de jogar na equipe. No inicio do ano eram 14 meninas e só sobraram 8.

Mas a nossa vontade de ganhar, e principalmente o InterBand, era maior que tuuuudo. A gente pediu ajuda pra equipe mirim. A Carolina Chung agora está treinando em dobro só pra termos uma ponta esquerda! A gente queria muito dar o tetra pra Camila, nossa técnica (e ganhar é claro).

Essa final foi suuuper equilibrada com dois ótimos times em quadra. Nós chegamos a conclusão de que o vencedor do jogo seria o time que errasse menos! Mas eu acho que duas coisas foram muito importantes pra nossa vitoria: a vontade de ganhar e a nossa recuperação a cada gol que a gente tomava.

Não abaixamos a cabeça em nenhum momento e isso é fundamental em qualquer esporte. Tendo feito gol ou não nesse ultimo jogo, o time todo ganhou e é campeão. Todas nós fizemos parte dessa vitória que a gente nunca vai esquecer!


Pinheiro leva bronze no handebol infantil masculino

Por Caio Dib

Caio Yudi está no primeiro ano do ensino médio e joga desde a terceira sérieHoje o colégio Pinheiro venceu o Bandeirantes no handebol infantil masculino. O jogo disputado acabou com o placar de 12×10 e rendeu o terceiro lugar ao Pinheiro.

“O time teve boa performance e ouviu minhas orientações”, disse o auxiliar-técnico da equipe vencedora, Leonardo Andrade. No outro lado, o técnico do Band, Luiz Pereira, reclamou do atraso dos atletas ao comparecerem na partida, o que prejudicou o desenvolvimento do jogo.

Ambos os times receberam penalidades que prejudicaram o desempenho na disputa. Os técnicos afirmaram que os jogadores que receberam os famosos “dois minutos” (quando o atleta comete uma falta e deve ficar dois minutos fora da partida) fizeram com que as respectivas equipes perdessem muitas oportunidades. “As saídas temporárias dos atletas fizeram com que a equipe encontrasse dificuldade para virar a partida”, comentou Pereira.

Na equipe vencedora, o destaque foi o capitão, Caio Yudi. Goleiro de handebol há seis anos e único atleta federado da equipe, Yudi defendeu muitos ataques bandeirantinos. Mas reclamou: “faltou ataque da minha equipe”.

Jogo disputado marca a noite de ontem

Por Nathália Castanho
Spadoni fez cesta de três pontos nos 15 segundos finais do jogo

Spadoni fez cesta de três pontos nos 15 segundos finais do jogo

O jogo de basquete Infantil masculino ocorrido nesta segunda-feira entre Santa Cruz e Bandeirantes foi disputado. O placar ficou em 31 X 26 para o time da casa, que disputará a final amanhã contra o colégio Pinheiro.

Os primeiros minutos, quando o Santa abriu 4 pontos de vantagem, enganaram. Na maior parte do tempo a diferença era de dois pontos, ou três, quando alguns daqueles “mini Jordans” convertiam uma cesta de três pontos.

Sem dúvida, foi um jogo bonito. Os jogadores do time do Santa que estavam no banco vibravam a cada ponto, e o Band não ficava atrás com a torcida. A maior vantagem apareceu faltando apenas 15 segundos para a partida terminar, quando o número 24 do Bandeirantes, Nicolau Spadoni, colocou bola de 3 pontos para dentro da cesta, seguida de dois lances livres finais também convertidos por atleta do Band. E assim, o jogo encerrou-se. Ninguém saiu de cabeça baixa, mas sim com a consciência de que deram o melhor de si na partida.

Pequenos e grandes astros ensinam a lição do InterBand na final de Handebol

Por Carol Arcas e Mariana Pereira

Ganhando ou perdendo, o importante é participar e fazer bonito. E foi o que aconteceu ontem, às 12h., no jogo de handball Pré-mirim masculino Móbile x Pinheiro.

Colégio Pinheiro: altura e força fizeram a diferença na vitória

Colégio Pinheiro: altura e força fizeram a diferença na vitória

O Pinheiro, com seus gigantes de 12 anos em quadra, ganhou dos pequenos, porém velozes e furiosos, alunos da Móbile. A diferença foi pequena (17X12), mas suficiente para arrebatar o coração dos vice-campeões, que choravam enquanto recebiam as medalhas.

Dois cartões amarelos e grande força de atrito entre os jogadores dos dois times garantiram a emoção no jogo. O destaque da Móbile foi Nicolas Soares, 11 anos, que afirmou que o time tinha tudo para conquistar a vitória. Porém, a altura dos jogadores do Pinheiro e a força de seus arremessos fizeram diferença no jogo, prejudicando o desempenho da Móbile.

Colégio Móbile: a agilidade dos jogadores não conseguiu garantir a vitória

Colégio Móbile: a agilidade dos jogadores não conseguiu garantir a vitória

Mas, no fim, percebeu-se a bela partida foi travada e que o importante é criar uma obra de arte em campo e orgulhar-se dela. Esta é a maior lição que se aprende no Interband.

Pinheiro consegue vitória dificil

sanfraxpinheiros

Por Beatriz Moura

Ontem (27/08), às 18h50, os jogadores da categoria Infantil dos colégios São Francisco Xavier e Pinheiro se enfrentaram em partida de voleibol. A vitória do Colégio Pinheiro por dois sets a um foi difícil.

Com jogos no mesmo dia e horário próximo, as jogadoras de handebol do São Francisco Xavier puderam torcer por seus colegas. Mas a equipe vencedora não se deixou levar pela significante torcida do time adversário e não permitiu com que o São Francisco saísse da partida vitorioso. Perdeu o primeiro set por 21 a 17; reagiu (e venceu) o segundo por 21 a 04 e foi derrotado no set decisivo por 15 a 10.

Por serem eliminados do campeonato, a derrota decepcionou os jogadores do São Francisco Xavier. Já os atletas do Pinheiro estão mais próximos do título.