Handebol Infantil do Band conquista tri-campeonato

Por Caio Dib

Hoje, 29, às 13h30, as garotas do Infantil de handebol do Bandeirantes conquistaram o tri-campeonato. Jogando contra a equipe do Colégio Magno e sob a direção da técnica Camila de Oliveira, venceram com placar de 8 a 6.

Os pais de Elis marcaram presença na torcida

Os pais de Elis marcaram presença na torcida

“O Magno jogou muito bem, mas estávamos com vontade de ganhar o ouro”, conta Elis Jazzar, número 7, que joga como meia-direita da equipe Mirim, mas foi escalada também para a categoria Infantil.  Bárbara Elias, que joga como goleira há seis anos, também confirmou a qualidade da equipe adversária.

Luiz Fernando Domingos, técnico do Magno, disse que o time dele fez boa partida, mas falhas na finalização de lances comprometeram o desempenho da equipe. As garotas estavam integradas e com ritmo de jogo. “Elas jogam juntas há muitos anos, desde pequenas”, disse. O técnico achou o jogo muito bom e destacou o trabalho das goleiras no segundo tempo.  

A goleira-destaque fez uma bela defesa com a perna

A goleira-destaque fez uma bela defesa com a perna

Bárbara Elias, do Band, foi o destaque do time. Na equipe do Magno, quem mais brilhou foi Marcela Lima, número 6, que joga como armadora ou central.

  

A equipe do Magno teve ótimo desempenho no campeonato e conquistou a segunda colocação
A equipe do Magno teve ótimo desempenho no campeonato e conquistou a segunda colocação
O time Infantil do Bandeirantes venceu pela terceira vez o campeonato
O time Infantil do Bandeirantes venceu pela terceira vez o campeonato

Créditos: Caio Dib

Pais marcam presença na torcida

Por Anna Gabriela Oliveira

Muitos atletas, além do apoio de colegas e amigos, contam também com a presença dos pais na hora do jogo. Alguns se sentem motivados com a familia na torcida, outros nem tanto.

Pai vibra com o gol
Pai vibra com o gol

Julia Gomes, mãe do atleta Nicolau Spadoni, do time de basquete Infantil do Bandeirantes, sempre que possível comparece aos jogos do filho. Ela gosta do esporte e observa os detalhes de cada jogada. Nicolau acha a presença dos pais ótima e diz não se sentir pressionado com eles torcendo.

Pais na torcida

Já Vânia Fontolan Villa não acompanha apenas sua filha Giovana, mas também as amigas e companheiras de time da menina, como Thaís. A mãe diz que aprendeu a gostar de handebol, que é praticado pelas meninas no Colégio Mazzarello. Ela se sente orgulhosa e vai aos jogos quando pode. As duas garotas concordam que a presença de Vânia motiva a equipe, porém Thaís se sente mais pressionada, enquanto Giovana se sente bem.

Motivando ou pressionando os atletas, a torcida é muito importante para o desenvolver do jogo. Faz barulho, dá força à equipe e é uma certeza de que, com vitória ou derrota, os jogadores estarão sendo esperados no final da partida.